Indicadores Brasileiros para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

IBGE recebe seminário de divulgação do Prêmio ODS Brasil

imagem

Cerca de cem pessoas participaram, na tarde dessa terça-feira (12/6), no Centro de Documentação e Disseminação do IBGE, no Rio de Janeiro (RJ), do 22º seminário estadual de divulgação do Prêmio ODS Brasil. O evento, que foi aberto ao público em geral, reuniu representantes da Secretaria Nacional de Articulação Social, Secretaria Nacional de Assuntos Federativos, Instituto Arcádia, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e outras instituições privadas e do terceiro setor.

Durante o evento, o presidente do IBGE, Roberto Olinto, falou sobre a contribuição do instituto para o alcance dos objetivos sustentáveis. “o seminário é mais uma oportunidade para o cumprimento da missão do IBGE, que é não somente disseminar informações, mas se envolver em todos os esforços relacionados à busca dos resultados”, salientou.

Em sua fala, o secretário nacional de Articulação Social, Henrique Villas, destacou a importância do evento em fomentar o discurso dos objetivos de desenvolvimento sustentável na sociedade. “Além de explicar o que é o prêmio, buscamos também disseminar a temática da Agenda 2030 porque a grande maioria da população brasileira sequer sabe o que são os ODS”, ressaltou.

No seminário, o público recebeu cartilha de apresentação do Plano Nacional de Comissão para os ODS e participou, propondo sugestões e esclarecendo dúvidas sobre o prêmio. “O seminário foi muito produtivo, principalmente porque promoveu debate direto entre o Governo Federal e pequenas organizações não governamentais locais”, destacou a coordenadora dos ODS no IBGE, Denise Kronemberger.

Prêmio ODS Brasil

A premiação é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Articulação Social criada para reconhecer práticas, em atividade há pelo menos um ano, de organizações públicas e privadas que tenham contribuído para as metas de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030, coordenada pelas Nações Unidas.

As organizações podem inscrever suas práticas até 29 de junho. As três instituições mais bem colocadas em cada uma das quatro categorias (governos, organizações com fins lucrativos, organizações sem fins lucrativos e instituições de ensino, pesquisa e extensão) receberão um prêmio simbólico em cerimônia a ser realizada, em dezembro deste ano, em Brasília (DF).