Indicadores Brasileiros para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Indicadores ambientais e Agenda 2030 são tema de encontro no IBGE

imagem

O IBGE recebeu na semana do dia 11 de dezembro um encontro envolvendo institutos nacionais de estatística e ministérios de meio ambiente de países da América Latina e do Caribe para um debate sobre criação de dados, acesso à informação ambiental e cooperação sobre os ODS, que compõem a Agenda 2030 da ONU.

O workshop acontece no Rio de Janeiro até o dia 15 de dezembro e é promovido também pela ONU Meio Ambiente e pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), além do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

O diretor de Geociências do IBGE, Wadih Scandar Neto, participou da abertura do evento, assim como representantes do CEPAL, da ONU Meio Ambiente e do Ministério do Meio Ambiente. No total, 50 participantes compartilharão durante cinco dias suas experiências, desafios e melhores práticas na área de produção e difusão de indicadores ambientais e de desenvolvimento sustentável.

“Quando tratamos de informação ambiental, uma das questões centrais é a colaboração entre instituições. Uma das características é a diversidade das formas de obter informações primárias: direta, remota, por satélite. Existe uma diversidade de formas de obter e de cada instituto produzir suas estatísticas. Esse encontro tem o mérito de integrar os órgãos”, explicou Wadih durante a mesa de abertura.

“Estamos seguros que com a cooperação é possível. Acho que vamos chegar a um bom resultado. Há várias iniciativas para produção de dados e indicadores. Para todos os países é um desafio muito grande conseguir monitorar os ODS”, ressaltou Wadih.

O encontro é mais um passo para a formulação de indicadores que ajudem a monitorar as 169 metas dos 17 ODS estabelecidos na ONU. Eles são fundamentais para que os países saibam em que ponto estão na busca por cumprir a Agenda 2030.

Além da discussão sobre os ODS, o seminário é uma oportunidade para estimular a cooperação na produção e difusão de informações sobre o meio ambiente. A padronização desses dados é um desafio, uma vez que os países da América Latina e do Caribe apresentam realidades distintas entre si.

 

Da Agência IBGE Notícias (12/12/2017)